Necessidades Específicas

Por que necessidades específicas?

As palavras agem sobre as pessoas, refletem o que pensamos, o que desejamos, como agimos. Palavra é ação. Por isso, quando dizemos que alguém é deficiente, estamos, mesmo que consciente ou inconscientemente, atribuindo a esta pessoa uma condição de limitado, ineficiente, com defeito, que impossibilita, impede, inferioriza. Da mesma forma, quando falamos que uma pessoa possui “necessidades especiais”, estamos também colocando este indivíduo em um patamar diferente, distante da dita “normalidade”.

Por isso, a Proacessi Consultoria defende o uso do termo “necessidades específicas”, propondo e buscando, prioritariamente, identificar, reconhecer e valorizar a particular qualidade, a singular condição que diferencia a pessoa, não por ser menos ou mais apta, mas por apresentar característica, nata ou adquirida, específica, singular e diversa.

O termo reverte o paradigma: não é o indivíduo que deve se adaptar; mas aponta que é o ambiente social que precisa oferecer indispensáveis adequações, adaptações físicas, arquitetônicas e ambientais para a plena participação, partilha, usufruto e exercício, de maneira independente, autônoma, segura, equânime e igualitária, por todos, dos direitos humanos.

Conheça um pouco mais das principais diferenças:

- Impedimento ou diferença visual é caracterizado por uma restrição no campo ocular. Pode variar de cegueira total à visão subnormal. Neste caso, apresenta-se de diversas maneiras, ocasionando a diminuição da acuidade visual.

- Impedimento ou diferença auditiva é a perda total ou parcial da capacidade de apreender sons através do ouvido. Pode ser surdez leve - nesse caso, a pessoa consegue se expressar oralmente e perceber a voz humana com ou sem a utilização de um aparelho. Pode ser ainda, surdez profunda, a pessoa não consegue ouvir nada.

- Impedimento ou diferença intelectual é um retardo ou diminuição no desenvolvimento intelectual ou cognitivo, que pode ser percebido na maneira de compreender, falar ou escrever. O grau de impedimento intelectual se apresenta em vários níveis, do mais leve ao mais severo.

- Impedimento ou diferença físico-motora é todo comprometimento da mobilidade, coordenação motora geral ou da fala, causado por lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas ou ainda por má formação congênita ou adquirida, causando restrição de mobilidade.

Voltar